O Instagram iniciou um teste, já feito no Canadá e agora no Brasil, para retirar da timeline os números de likes em posts. Os usuários conseguem ver os likes dos próprios posts, caso entre em cada post individualmente. Entretanto, se torna impossível ver quantos likes/curtidas uma foto de outro perfil tem. Ou seja, você agora só consegue ver, particularmente, quantos likes seu conteúdo tem, e não vai conseguir expor isso para os outros.

Segundo os responsáveis pela mudança, o Instagram, o escopo dos testes – sim, isso é um teste que está sendo feito aqui no Brasil – é entender se uma mudança desse tipo poderia ajudar as pessoas a focarem menos nas curtidas e mais em contar suas histórias, isto é, gerar engajamento, conversação/interação. A empresa se diz muito animada com os resultados iniciais de um experimento desse tipo no Canadá, mas admite que ainda é preciso trabalhar para compreender de que maneira essa alteração muda a experiência na plataforma.

Seria, entretanto, um conceito que poderia ser levado adiante pela rede social caso acredite que a ideia deu certo; sobre uma permanência desse tipo, entretanto, o Instagram não se pronunciou.

O fim da métrica de vaidade: logo quando foi anunciado, muitas agências, empresas e, principalmente, influencers ficaram apavorados com esse tipo de mudança, justamente pelo fato de que a métrica like passaria a sumir e, logo, para muitos que ganham a partir dessa métrica, seria uma catástrofe em relação aos seus negócios.

No caso de empresas que trabalham criando conteúdo e gerando negócios em suas páginas, não haverá uma mudança significativa em relação a gerar mais ou menos negócio, porque o que de fato geram negócios e valores para suas empresas são outras métricas, onde o like é apenas um “plus”.

Fica a ver qual será a real conclusão tirada pelo Instagram e de que maneira o experimento se desenrolará no Brasil.

Para saber sobre os tipos de métricas e sua importância em seus negócios, veja o post: http://blog.socialsoma.com.br/2017/09/11/qual-a-metrica-mais-importante-para-uma-empresa-nas-redes-sociais/